Saiba como conseguir Adalimumabe (Amgevita) pelo SUS

Se o médico prescreveu o tratamento com o medicamento Adalimumabe (Amgevita), o paciente tem direito a ter acesso à medicação para seu tratamento.

Saiba como conseguir Adalimumabe (Amgevita) pelo SUS. Veja os detalhes e como proceder para conseguir o medicamento.

Antes de tudo, é importante saber que, se o médico que lhe assiste prescreveu o tratamento com o medicamento Adalimumabe (Amgevita), cumprindo alguns requisitos, o SUS deve fornecer a medicação para seu tratamento.

Uso do medicamento Adalimumabe (Amgevita)

Primeiramente, saiba que Adalimumabe (Amgevita) é um medicamento de alto custo, com registro na ANVISA, destinado ao tratamento da artrite reumatoide grave, ativa e progressiva, artrite psoriásica, espondilite anquilosante ativa, espondiloartrite axial grave, doença de Crohn, colite ulcerativa ou retocolite ulcerativa ativa moderada a grave, psoríase em placas crônica moderada a grave, hidradenite supurativa ativa, uveíte, entre outras doenças, incluindo casos pediátricos.

Todavia, havendo estudos científicos que demonstram a eficácia do Adalimumabe (Amgevita) para outros tipos de enfermidades, poderá ser indicado como tratamento off label, ou seja, fora da bula.

Portanto, havendo prescrição médica, o fornecimento é obrigatório!

Preço do medicamento

Seu preço varia conforme a dosagem do medicamento, partindo de R$5.000 podendo chegar a R$15 mil (em outubro de 2023), o que dificulta para o paciente adquirir por conta própria e realizar o tratamento.

No entanto, apesar deste remédio de alto custo não fazer parte das políticas públicas, é possível obter o medicamento através do SUS, de forma gratuita.

Isso porque, se o médico prescreveu o tratamento com o medicamento, o SUS deve fornecer.

Saiba como conseguir o medicamento pelo SUS

Antes de mais nada, é necessário cumprir alguns requisitos para conseguir o medicamento pelo SUS. Veja os requisitos abaixo:

  • Relatório do médico, indicando porque o medicamento é essencial ao seu tratamento e que não existe outro medicamento disponível no SUS para o seu caso, ou que todos os medicamentos já foram utilizados, sem eficácia;
  • Incapacidade de arcar com os custos do tratamento;
  • Solicitação administrativa e negativa (secretaria de saúde do seu Município ou Estado);
  • 3 orçamentos em farmácias diferentes do medicamento;
  • Advogado Especialista em Direito à Saúde.

Assim, cumprindo com esses requisitos, é possível conseguir o medicamento pelo SUS, através de ação judicial com pedido liminar.

Para saber mais sobre liminar contra SUS clique aqui.

Tenho o relatório médico e recebi a negativa. Como proceder?

Com o relatório médico detalhado e a negativa da secretaria de saúde do seu Município ou Estado, busque ajuda de um escritório de advocacia especializado em ações contra o SUS.

Tenha em mente que o advogado especialista é quem tem o conhecimento técnico sobre a área de atuação. Um especialista aumenta significativamente as chances de êxito.

Somos especialistas em ajudar pacientes a obterem seu tratamento, revertendo negativas abusivas através de ação judicial com pedido liminar.

Atendemos de forma 100% online em todo Brasil

Caso tenha ficado com alguma dúvida e queira mais informações, entre em contato conosco clicando no botão do WhatsApp.

Tendo em vista que todos os novos processos são eletrônicos, ou seja, online, expandimos nossa atuação para todo Brasil, de forma 100% digital, buscando agilidade e eficiência no atendimento.

Para saber mais sobre nossa atuação, clique aqui.

Artigo elaborado por Oliveira Advocacia – OAB/RS sob o nº 12.505 – Somos Especialistas em demandas relacionadas ao Direito à Saúde, atuando exclusivamente em prol dos direitos dos pacientes. Nosso escritório está localizado em Porto Alegre/RS, mas atendemos em todo o Brasil.

Esse artigo possui caráter meramente informativo.

Contato: (51) 3030-7800 | (51) 9.8127-2290

Para saber mais sobre nossa atuação, clique aqui.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Precisando de ajuda?